Farol de Itapuã

Na madrugada de 26 de março de 1873, o paquete francês Gambie, com destino a Bordeaux, encalhou no lugar chamado de Pau do Pinho, quatro léguas ao norte de Itapuã, conforme noticiado pelo Correio da Bahia. O navio a vapor foi perdido, mas todos a bordo foram salvos.

Esse sinistro marítimo demonstra como era perigosa a navegação na região e, no ano anterior, já estava decidida a construção do Farol de Itapuã.

Os problemas de iluminação da costa do Brasil já eram bem conhecidos. Em 1868, o engenheiro militar cearense Zozimo Braulio Barroso publicou, em Londres, sua obra Pharoes: Estudos sobre a illuminação da costa do Brazil.

Zozimo Barroso trabalhou na P & W MacLellan, uma empresa escocesa, com sede em Glasgow, que começou a fabricar faróis por volta de 1867. Em 1870, Zozimo, então na P&W MacLellan, elaborou plantas para a instalação de faróis no Brasil, solicitadas pelo Barão de Cotegipe, então Ministro da Marinha.

Em 31 de dezembro de 1872, autorizado pelo Ministério dos Negócios da Marinha, o Presidente da Bahia, em exercício, João José d'Almeida Couto, lavrou um contrato com o bacharel Alcino Baptista Monteiro para a instalação do Farol de Itapuã (Pharol de Itapoan, em grafia da época). Para fiscalizar a obra foi nomeado o engenheiro Lourenço Eloy Pessoa de Barros, que trabalhava a serviço da Província.

Alcino Baptista Monteiro era sergipano, formou-se em Direito, em Recife, e veio residir na Bahia, onde foi chefe de polícia, advogado, deputado e grão-mestre da Maçonaria. Por contrato, a obra deveria ser concluída no prazo de seis meses.

O Farol de Itapuã era uma espécie de kit de montagem fabricado pela P & W MacLellan. Foi inspirado no projeto do engenheiro estadunidense Alexander Gordon (1802-1868), educado na Escócia, feito originalmente para o farol de Morant Point, na Jamaica, erguido em 1842, com 30,5 metros de altura (o de Itapuã tem 21 m). Seu projeto foi publicado na The Civil Engineer and Architect's Journal, Volume IV, em 1841.

Os aparelhos lenticulares foram fornecidos pela antiga Chance Brothers, da Inglaterra.

O jornal Correio da Bahia, de 25 de janeiro de 1873, noticiou que, a pedido do Dr. Monteiro, o vapor Moema foi autorizado, no dia 14, pelo Presidente da província a transportar os volumes do Farol.

O Farol de Itapuã foi inaugurado em 7 de setembro de 1873, com luz branca fixa, conforme a Fala do Presidente da Província, de março de 1874. No local, existia um cômodo para o quartel. Essa data de inauguração foi confirmada no Almanak Laemmert, de 1899, que indicou ser o Farol pintado de vermelho.

O Farol foi instalado na Pedra Piraboca, na Ponta de Itapuã, o quinto farol construído na Bahia. Tem 21 metros de altura e torre troncônica metálica sobre base de alvenaria.

Em sua Fala à Assembleia, o Presidente relatou a necessidade de uma ponte que ligasse o quartel ao Farol e que permitisse a passagem dos faroleiros, sem perigo, durante as marés cheias. Essa obra foi aprovada pelo Ministério e a ponte existe até hoje.

Em 1881, o Farol foi pintado e a casa do faroleiro foi concertada.

Na Fala do Presidente de outubro de 1887, o Farol de Itapuã foi descrito como possuindo um sistema dióptrico de 3ª ordem, luz branca e fixa, funcionando muito bem, sendo visível a 12 milhas.

Sua torre era pintada de roxo-terra e depois de branco e laranja. As cores vermelha e branca foram adotadas por volta de 1950, buscando melhor visibilidade à distância. Em 1923, o Farol recebeu um eclipsor a gás, para acender e apagar automaticamente. Em 1939, recebeu uma válvula solar. Atualmente é equipado com uma lanterna de policarbonato.

O alcance do Farol é atualmente de 14 milhas. Emite uma forte luz branca a cada seis segundos. O antigo gradil de ferro, que contornava a ponte e a base do farol, foi substituído por um muro de alvenaria que dá uma aparência uniforme à base e à ponte, a qual se liga à Vila Naval do Farol de Itapuã, propriedade da Marinha. Suas coordenadas geográficas são: 12 57,41S / 38 21,22W.

Mais: Farol da Barra

 

Acima, o Farol de Itapuã por volta de 1950.

 

Salvador

◄ Itapuã

 

Copyright © Guia Geográfico - Bahia, Atrações Turísticas e patrimônios históricos da Cidade do Salvador, Itapuan.

 

Farol Itapua

 

O Farol de Itapuã e a Vila Naval da Marinha, à esquerda.

 

Abaete

 

Sereia Itapua

 

Farol de Itapua

 

O Farol de Itapuã em 2015. À noite, orienta os navegadores. Durante o dia decora o mais que belo litoral baiano.

 

Cruzeiro São Tome

 

Mapa Itapua

 

Farol Abrolhos

 

Praia Farol

 

Antigo Farol Itapua

 

 

 

Turismo Salvador Bahia

 

 

 

Farol de Itapuã

 

 

 

Por Jonildo Bacelar

 

 

Manu Dias