Igreja de Nossa Senhora da Vitória

 

A primitiva Igreja de N. Sra. da Vitória foi construída no século 16, em 1534 ou antes. Provavelmente a primeira igreja de Salvador. Essa datação deve-se às inscrições lapidares existentes na sacristia, uma delas refere-se ao casamento de Affonso Rodrigues, natural de Óbidos (Portugal), com Magdalena Álvares, filha de Diogo Álvares Correa (Caramuru), no ano de 1534, indicando ser o primeiro homem a casar-se na Igreja.

 

Esse casamento foi realizado quando Martim Afonso de Sousa esteve na Bahia, a caminho da Ásia. Junto com ele, vieram alguns frades franciscanos, incluindo o frei Diogo de Borba, enviado como prelado maior da nova Custódia de S. Thomé, na Índia, e o provável realizador do casamento. Casou-se também Filipa Álvares, outra filha de Caramuru, com Paulo Dias Adorno. Nessa mesma época, várias pessoas foram batizadas por esses frades franciscanos.

Sabe-se que Manoel da Nóbrega, que chegou em 1549, relatou que existia apenas uma igreja na região onde Salvador foi fundada. Pedro Calmon (História do Brasil, 1959), então, inferiu ser essa a Igreja da Graça.

Entretanto, é possível que Nóbrega não tivesse considerado como igreja a pequena e distante Capela da Graça, construída por Caramuru, cerca de 1535. Em carta de 15 de abril de 1549, Nóbrega relatou que já existiam clérigos na Bahia, assim, é provável que usassem apenas a Igreja da Vitória em seus serviços eclesiásticos. As igrejas comunitárias eram construídas preferencialmente em local alto, junto da comunidade, como era a Igreja da Vitória.

O templo da Igreja da Vitória foi reconstruído provavelmente logo após a reconquista da Cidade, em 1625, invadida pelos holandeses.

Em 1808, ela foi reformada pela Companhia do Santíssimo Sacramento, com recursos doados por vários benfeitores e pelo Príncipe Regente Dom João, que chegara de Lisboa. Sua fachada, voltada para a Baía de Todos os Santos, foi mudada para o sentido oposto e atual, de frente para o Largo da Vitória.

Nova reforma ocorreu em 1910, com alteração da fachada. A Igreja abriga notáveis obras de arte de Joaquim Pereira de Matos Roseira (1789-1885).

Mais: Vitória antiga

 

Arquitetura Igreja Vitoria

 

Igreja Vitoria

 

Igrejas Salvador

 

A Igreja da Vitória, com sua antiga fachada, representada no Sonho de Paraguaçu por Manoel Lopes Rodrigues, em 1871.

 

Antiga Igreja Vitoria

 

 

Salvador

 

Copyright © Guia Geográfico - Antigas Igrejas do Brasil

 

Salvador Turismo

 

 

 

 

 

 

Por Jonildo Bacelar